Fale Conosco Associado Portal

Café, alcoolismo e drogas

O café forma durante a torra adequada produtos que ajudam a inibir o desejo de consumir álcool e drogas ilegais

O alcoolismo social é uma forma de dependência crônica aceita e praticada pela maioria dos adultos nas sociedades modernas e o alcoolismo agudo e crônico se constituem na principal forma de toxicomania da espécie humana na atualidade.

O controle do alcoolismo na atualidade é feito com medicamentos com propriedades antagonistas opióides, como o naltroxone e o nalmefene. Pois o café possui potentes antagonistas opióides, os quinídeos formados na torra do café a partir dos ácidos clorogênicos.

E pouco é conhecido sobre outros efeitos sobre o organismo humano dos quinídeos, que também possuem uma ação inibidora da recaptação da adenosina, atuando também como antagonistas dos efeitos excessivos da cafeína sobre as células, um efeito citoprotetor. Por isto, os ácidos clorogênicos e os quinídeos formados na torra adequada do café podem até ser mais importantes que a cafeína na bebida e de grande ajuda na prevenção e controle da depressão e suas conseqüências como suicídio e o alcoolismo, uma forma lenta de suicídio e suas conseqüências, como a cirrose.
 
Quer saber mais? Clique aqui para ver o artigo completo.


ABIC - Associação Brasileira da Indústria de Café

Rua Visconde de Inhaúma, 50 - 8º Andar - Centro - Rio de Janeiro, RJ - CEP 20091-007 - Tel +55 (21) 2206.6161 - Fax +55 (21) 2206.6155

Copyright © 2009 ABIC. Todos os direitos reservados. Reprodução autorizada desde que citada a fonte.